Dê uma chance para o Magic!

2018 vem sendo um ano bem marcante para o Magic the Gathering. Neste ano ele completou 25 anos de existência, tivemos o retorno a um dos planos mais populares, o de Dominaria, houve a volta das edições numeradas, como M19, e por fim, iremos visitar pela terceira vez o plano de Ravnica.

Aproveitando que esta sendo um ano importante e o regresso a Ravnica, um dos planos mais adorados pelos jogadores, acredito que seja uma boa oportunidade para convencer novas pessoas a conhecerem o jogo e falar um pouco desse TCG (trading card game) que hoje conta com 20 milhões de jogadores e, atualmente, é impresso em 11 idiomas, incluindo o português das terras tupiniquins.

 

O que tornou o Magic esse monstro que ele é hoje ?

Primeiramente, os jogadores. Sem uma comunidade aficionada não importa muito quão bom é o jogo ou a produtora dele, ele acaba caindo no esquecimento e deixa de existir. Claro que a Wizards of the Coast, produtora, tem seu mérito. 25 anos de existência não é para qualquer um. Eles vem fazendo um bom trabalho ano após ano, por mais que eles venham tomando algumas decisões equivocadas, eles vem fazendo um bom trabalho.

Para quem tem interesse em conhecer esse mundo magico de cartas estampadas, existem atualmente algumas formas se familiarizar. A forma tradicional é ir a uma loja local e aprender a jogar, a Wizards a cada lançamento de edição realiza um evento conhecido como Open House nas lojas. Esse evento é gratuito e os participantes recebem um deck introdutório, junto com instruções de como jogar de jogadores dispostos a ajudar. Evidentemente que também se pode ir a loja e aprender a jogar a qualquer outro momento, não é necessário esperar um evento próprio para isso. A comunidade do Magic é muito boa e aberta, então sempre haverá alguém disposto a apresentar o jogo.

Existem opções online para aqueles que preferem o conforto do lar, como o Magic Online e o, ainda em fase de beta, Magic Arena. Ambos funcionam da mesma forma que a versão de papel, possuindo pequenas diferenças. O Magic Online é possível comprar e vender cartas por meio de créditos, enquanto o Magic Arena ainda esta em fase de testes portanto, ainda não tem uma forma de troca definida.

Dado este breve esclarecimento sobre onde se jogar, a recomendação deste que vos fala, é ir a lojas locais. A experiencia de conhecer novos jogadores e fazer novos amigos e única, nos modos online esse contato com outras pessoas se perde e junto com isso, se perde parte da essência do jogo que é, interagir com outras pessoas e fazer novas amizades.

Por mais que possa parecer assustador para algumas pessoas ir ate uma loja para jogar ou conhecer o TCG e o local em questão, garanto que a comunidade é muito gentil e aberta a novos jogadores. Claro, existem jogadores mais desagradáveis de lidar, no entanto eles representam uma minúscula minoria. A própria Wizards possui em seu site um sistema de busca para facilitar a vida do jogador em encontrar a loja mais próxima de onde ele reside e para facilitar, deixo este link abaixo.

 

> ENCONTRE A LOJA MAIS PERTO DE VOCÊ <

 

Minha experiência pessoal com o jogo é muito boa. Comecei a jogar na época em que se comprava boosters ou “pacotinhos” naquelas mortas e enterradas locadoras de filme a Blockbuster lá em 2001. Desde então venho acompanhando o Magic. Posso dizer que esse hobby me proporcionou muitas horas de diversão e grandes amigos.

 

Apos essa breve introdução, os próximos textos serão voltados para os aspectos do jogo, suas curiosidades e funcionalidades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *